quarta-feira, 20 de junho de 2012

A bagunça do meu quarto - Dia 5: O resto

Não esqueci do blog, nem da minha missão. A verdade é que eu ainda não terminei de arrumar o que falta (de maneira geral, o material da Faculdade e aulas de Espanhol que estão acumulando embaixo da minha mesa). É muito papel e eu confesso que ainda não tive paciência pra ajeitar essas coisas.
A verdade é que toda essa história me deixou uma lição: às vezes precisamos parar de deixar a vida no automático e organizar as coisas. Às vezes, esquecer o que está ao nosso redor nos faz um mal danado e nem nos damos conta disso. Precisamos de um tempo só pra gente, pra gente respirar e colocar as coisas em ordem.E depois que a gente fica avaliando tudo o que aconteceu, a gente percebe o que realmente vale a pena manter conosco (que roupas, sapatos e bolsas vão ficar no armário para serem usados posteriormente, por exemplo).
Também tenho que confessar que andei fazendo umas comprinhas com mamis e que a gaveta de blusas já está fechando com certa dificuldade. Isso significa que o ciclo está recomeçando: quando eu terminar de arrumar o resto que falta vou ter que começar, de novo, a organizar as roupas.
Mas a vida é assim mesmo: ciclos após ciclos. E não é porque são ciclos que as coisas se repetirão: ciclos são diferentes, cada um com suas particularidades. E a cada ciclo, temos a chance de mudar, melhorar e aprender coisas novas.
E assim que eu termino esse ciclo, pronta para começar um novo, melhor e com novos aprendizados (:

Ah sim, dicas de leituras!
Os dois textos foram extremamente inspiradores. Adoro essas meninas: a primeira é autora do blog de moda com uma história muito interessante e que escreve de tal forma que a gente sente amiga próxima; a segunda é minha amiga/irmã/confidente que me entende e fez eu me identificar muito com essa última postagem. 

Então, até a próxima! o/

2 comentários:

Renan Mendes disse...

Espero ter força de vontade pra começar a arrumar minha bagunça.

Amanda Campelo disse...

Vou começar arrumando o mais fácil, meu quarto, pq arrumar a vida é muito mais difícil.