domingo, 17 de maio de 2009

O mundo real

Minha amiga de infância engravidou cedo e agora tem uma filha de dez meses. Uma garota que estudou na minha sala ano passado está grávida. Uma outra, também da escola, mais nova do que as duas anteriores também anda com um bebê de colo.
O fim do mundo? Não, o mundo real, mesmo.
Vi outro dia, na porta da escola, alguns alunos fumando. E não parecia ser cigarro. Soube que em festinhas promovidas por um aluno da escola, rola alcool e maconha. Soube, até, que em uma dessas festinhas, alguns alunos foram parar no Juizado de Menores.
Antes, tudo isso parecia tão distante de mim. Meus amigos, as pessoas que eu via todos os dias eram pessoas boas. Eu podia ver o futuro brilhante que cada um teria. Agora, a realidade do sexo e das drogas está ao meu redor.
É estranho, um dia, acordar e ver o mundo real. É, faz parte do crescer, sei lá. Um dia a gente olha pro lado e vê, aquela garota, que tinha cara de cdf, que você olhava e pensava "essa vai passar de primeira no vestibular e com a melhor colocação", envolvida com pessoas cujo passado não é dos melhores.
Um dia a gente percebe que todas aquelas histórias de novelas de gravidez na adolescência, drogas, sexo, festinhas-não-vigiadas, que "só acontece com os outros", estão tão próximos de nós, que se fossem feitos de matéria, poderíamos tocar.
Não sei o que vai acontecer com essas pessoas. Espero que um dia elas percebam que não fizeram o melhor para si e tentem mudar.


7 comentários:

Fernandz disse...

É, a realidade mais perto de nós do que imaginávamos. O negócio é não se deixar levar por ela.
Te amo.

Uriel Pinho disse...

É, realmente, a realidade que nós achavamos distante, às vezes está muito próxima. E não consigo deixar de pensar que essa realidade sem futuro é forçada porta à dentro nas nossas vidas por todas essas novelinhas, músicas e programas que perpetuam um modo de vida fútil e inconsequente. Não tô dando uma de Ratinho com lições de moral nem nada, esse papo de 'no meu tempo não era assim' soa até estúpido. Mas é inegável que a realidade que perseguimos hoje é a do sucesso rápido e constante, da beleza pela beleza e dos fins sem passar pelos meios. E por querer tanta coisa de maneira tão fácil, nossas mentes facilmente seduzidas se deixam levar pela sensação de felicidade causada pelas drogas e por tantos outros prazeres que passam a ser sofrimento quando olhamos pra trás e vemos que foram vazios.

Shelha disse...

Essa realidade é mais dura do que a gente pensa... e aquelas que fazem aborto? e os que são internados pelos pais porque vendem tudo o que tem por uma pedra?

vou te contar um segredo: tu ainda viste pouco...
vamos esperar que algum dia eles percebam.

Manoel Freire disse...

O mundo gira e gira. Isso pode nos causar nauseas, mas nem por isso ele para.
Meu pai diz que isso é o fim do mundo. Mas eu nao acredito, prefiro acreditar que é uma nova fase, a onde o que mais se dá valor é o pudor e p respeito.
Uma espécie de caminhada ao passado.
HUAEHUAHUEHAUHEUAHEUA, que idiota né.


beijos, te amo

Ranny Insane disse...

é apenas a realidade, baby. mas não a sua realidade, a dos outros. A sua pode ser diferente, se você quiser que seja.
bjs!

Smogx disse...

fazer o que, é a vida bandida! xD
mas o papo é, se aconteceu a culpa é extremamente nossa e de ninguem mais, nao adianta colocar culpa nos outros, independente do que seja ou se vc eh de menor ou não, vc sabe o que faz, não eh nenhum deficiente mental..
mas por outro lado, eh como eu sempre digo: As vezes não adianta dar soluções provisórias para problemas definitivos.

=D

' natália lopes disse...

Heeeey Mariliaa *-*
Tudo bom?
É... infelizmente é isso né, realmente é triste.No próprio colégio que eu estudo acontece a mesma coisa,e parece q é pior sabe, pq a maioria são "filhinhos de papai" que acham que nada irá acontecer com eles e/ou por fazerem isso se acham os "donos do mundo".
Mas para mudar essa realidade estar complicado ;/

beiijos