quarta-feira, 4 de março de 2009

Capítulo I - A traição

Abriu a porta lentamente,encontrou-os enrolados nos lençóis,me sono profundo.Tentou gritar,mas não conseguiu.Tentou chorar,porém as lágrimas não passaram de pensamentos.Transtornado, ele saiu sem rumo.Quando deu por si,estava no píer do outro lado da cidade.
Olhou para o céu que estava em um tom rosado e lembrou de sua mulher, na tarde em que se beijaram pela primeira vez.Agora,ela estava na cama com outro homem.Um ódio correu-lhe pelas veias.Ódio por tê-la amado mais do que a si próprio.Sentia ódio por ela ter sido tão hipócrita,vulgar.Não estava com ódio do homem que estava em sua cama,ele era apenas mais uma vítima dela.
A brisa começava a soprar mais fria, o mar estava mais agitado, o céu começava a estrelar-se sob o manto negro da noite.Ele lembrou-se do começo do namoro,da mudança para a mesma casa,do ultra-romantismo patético,das brigas que sempre acabavam em reconciliações na cama,na felicidade que sentiam por estar um com o outro.
Ele nunca imaginou que ela seria capaz de traí-lo.Traição era um termo que não existia no vocabulário do dois.Se acontecesse,juraram ambos,a solução seria a morte.Ele,por fim,
não hesitou:jogou-se ao mar.
(Continua)
___________________
Não sou muito boa com narrações,então,não me julguem mal.Assim que eu escrever o segundo capítulo,eu posto aqui.Ah,devo demorar a voltar por aqui...vida de aluna pré-vestibular,sabem como é...
o/

3 comentários:

Lury Sampaio disse...

ameei o texto, demostra realmente o sentimento quando se descobre que se é traido. Esperando o segundo capitulo :D

Larissa F. disse...

GOSTEI DO TEXTO, MENINA!
NUNCA MAIS ANDEI POR AQUI, MAS FOI POR MUITAS ATRIBUIÇÕES NA VIDA... NEM NO EU EU ESTAVA ENTRANDO!
BEIJOS!

PS.: ELE NÃO PODE MORRER!

Fernandz disse...

Tão trágico e tão romântico ao mesmo tempo. Quero a continuação JÁ.

Entendo tua vida pré-vestibular :)
Te amo minha luz.