sábado, 24 de janeiro de 2009

E se...

...eu tivesse ido para aquele encontro?atentido aquele telefonema?não fugido naquele dia?desistido de participar da Feira de Ciências?E se eu não tivesse recusado aquele beijo,não dito aquelas palavras?Taí,um bom assunto pra se pensar:o que poderia ter sido e não foi porque simplesmente fizemos ou não fizemos isso ou aquilo.Sei que pensar em hipóteses não nos leva a lugar nenhum,só nos faz sentir arrependimento,porém,faz parte de nós lembrar de tudo o que vivemos e como as coisas poderiam ter sido diferentes se tivessemos tomado outras atitudes.Claro que em alguns momentos me arrependo das coisas que fiz ou não fiz.Sinceramente,prefiro me arrepender de ter feito do que de não ter feito.Afinal,errar é humano e não existe nada mais normal do que aprender com os erros.
Agora,não fazer é não arriscar é não ter dado oportunidade a alguma coisa,a alguém...Acho que por isso sinto tanto por não ter ido para aquele encontro,não ter atendido aquele telefonema,recusado aquele beijo...
Só que,não acho que a gente deve se arrepender tanto ou se martirizar.Se não foi,não foi e ponto.Acredito que se é pra acontecer vai acontecer,quer você queira ou não.Acho que por isso que eu gosto tanto de filmes de encontros e desencontros como Escrito nas estrelas.Tenho uma leve tendência para acreditar no destino.
Concordo com um autor (que eu não sei qual é)que disse uma vez(não sei aonde,nem onde eu li isso)que deveríamos ter duas vidas:uma pra ensaiar,outra para viver de verdade.Assim,se fosse para cometer erros,nós os cometeríamos nos ensaios e não na vida real.Acho que esse é o problema:dificilmente temos chance de corrigir nossas atitudes,por isso fazemos coisas que na hora nem lembramos que esses atos podem mudar nossas vidas,quem sabe pra sempre.
No final das contas,o se acaba por se tornar mais uns dos mistérios da nossa vida e quando a gente menos espera,se pega pensando em tudo o que poderia ter sido e não foi.

7 comentários:

Manoel David disse...

concordo totalmente,
algumas situações até valem não arriscar, mas em certas coisas, como o amor, acho que vale sim *--*



e como eu gostaria e ter duas vidas, uma pra ensaiar e outra pra viver.

te amo (l)

Pedro Ferreira disse...

Fique a vontade!

Pedro Ferreira disse...

Se você tivesse uma vida pra ensaiar, a real não teria a menor graça.

ManoelFreire disse...

ai, eu gostei. que nostálgico.
amei

beijo marilia.

Shelha disse...

querendo ou não a gente realmente acaba pensando nessas coisas.
Embora eu seja do tipo "fiz e pronto". Arrependimento? Nem tenho essa palavra no meu dicionário!

Carlos disse...

Acho que como muita gente, eu gostaria de ter duas vidas pra ver qual seria a melhor saída.

Eu não lembro se te desejei feliz ano novo, sei que tá MUITO atrasado, mas espero que vc tenha iniciado um feliz ano novo XD


BJ ;*

Gostei do texto ;D

,pâmela disse...

Concordo plenamente com o Pedro, ;)
rs

Ah, pode add sim! Vou te add no blogroll também.

beijos ;@