sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Pedaços

Sorte,lá vinha o ônibus.Ela não teria que esperar,apenas atravessar.Ela subiu entre uma moça e ele.
Ele:Não vais ficar hoje?
Ela:Nem hoje,nem dia nenhum.
A moça que estava em sua frente passou pela catraca.
Ela:Nem ligaste pra gente hoje.
Ele:Como assim?
Ela passou pela catraca e procurou um lugar onde os dois pudessem se sentar lado a lado.Achou dois bancos vazios na última fileira de assentos e se dirigiu para lá.Esperou até que ele se aproximasse.
Ele:Como assim?
Ela:A gente te chamou e nem olhaste.
Ele:Desculpa,não prestei atenção.
Ela:Tudo bem.
(...)
Ela:O que bebeste?
Ele:Não sei,me deram...
Ela:Dá pra sentir o cheiro de alcool.
Ele:Tá muito forte?
Ela:Não,acho que é só porque eu tô perto de ti.
(...)
Ele:Posso te dar um beijo?
Ela:Pode.
(...)
Ela:Nem vais lembrar de mim amanhã.
Ele:Se eu lembrar eu te digo.
Ela:Tá bom.
Ele:Me dá teu número do teu telefone.
*Ela dá o número*
(...)
Eles desceram do ônibus e andaram um pouco com as mãos entrelaçadas.
Ele:Vem cá,me dá um beijo de despedida.
Ele a puxou e a beijou.
Ela:Vou te levar me casa.
(...)
Ela:Aonde moras?
Ele:Ali.
*Aponta para o local*
Ele:Não quer entrar um pouco?
Ela:Não,já tá tarde.
E se beijaram pela última vez.
Ela:Se lembrar de mim amanhã,me liga.
Ele:Tá bom.
Ela se virou e seguiu para casa.Riu da situação.No dia seguinte,ele não ligou.

5 comentários:

█ ♥ Mahgui Soares [Matos] ♥ █ disse...

ai ai....isso aconteçe *-)

Larissa F. disse...

Obrigada, menina!
E obrigada também por me deixar a par do seu trabalho.
Belo texto!
Beijos!

Uriel disse...

hummmmmmmmmmmmmmmm...

Shelha disse...

putz, pra que pedem telefone se não ligam, hãn?
Que perda de tempo.
por isso que eu não sei mais meu numero de cabeça...
(heheh)

Uriel disse...

ai que ninguém atualiza blog ò.Ó